CMOC International Brasil

07 de Março de 2018

CMOC recebe alunos para aula inaugural do Formare

  • Compartilhe

Turma é formada por 20 estudantes, com idades entre 16 e 18 anos, dos municípios de Catalão e Ouvidor, em Goiás

Pensar em novas possibilidades para a carreira, ampliar conhecimentos, aprender de forma inusitada. Estes foram alguns dos objetivos que levaram Camyla Fernandes, de 18 anos, a se inscrever no Formare, programa da Fundação Iochpe de qualificação profissional para jovens, apoiado pela CMOC International Brasil. Após um rigoroso processo seletivo, Camyla conseguiu ingressar no programa, e hoje faz parte da turma de 20 estudantes selecionados que assistiu à primeira aula do programa na Copebras, unidade de fosfatos da CMOC, em Catalão (GO).

A aula inaugural, que aconteceu na segunda-feira, dia 5, contou com a presença de representantes das Secretarias Municipais de Educação de Catalão e Ouvidor e da Regional da Secretaria de Estado da Educação de Goiás, além de empregados da CMOC International Brasil e dos educadores voluntários.

O Programa

O Formare é um programa da Fundação Iochpe que, a partir de parcerias com empresas como a CMOC, oferece cursos de educação profissional para jovens a partir de 16 anos. Antes de ingressar no programa, a turma formada por 20 jovens dos municípios de Catalão e Ouvidor, passou por prova de conhecimentos gerais e específicos, dinâmicas de grupo, entrevista individual e visita domiciliar. Todos atenderam aos requisitos de renda, formação, idade e localidade para terem direito à oportunidade.

“Sou estudante do curso técnico de Gestão da Produção Industrial, mas penso que conhecimento nunca é demais. Não podemos ficar parados e enxerguei no Formare uma possibilidade de crescer profissionalmente. Além disso, depois de ouvir as palavras dos diretores da empresa, estou ainda mais motivada e ansiosa para o início do curso”, explicou Camyla Fernandes, reforçando que sempre quis conhecer as instalações da CMOC, em Catalão.

Para a jovem, o Formare abre um leque maior de atuação. Já para Marlon Assunção, engenheiro de manutenção na Copebras, em Catalão, o programa permitiu que ele realizasse uma atividade que há muito estava buscando: o voluntariado. “Vou ministrar aulas de inglês e estou muito empolgado com a possibilidade de ser voluntário. É muito gratificante poder atuar em uma empresa que permite que eu consiga conciliar   o trabalho com o engajamento em uma causa social”, destacou Marlon.

Além do engenheiro de manutenção, quase 50 empregados e contratados da CMOC vão ministrar cursos para o grupo em diferentes áreas. As aulas se estendem até dezembro de 2018 e os estudantes têm direito à bolsa de meio salário mínimo mensal; transporte; refeição na empresa; uniforme; equipamentos de proteção individuais (EPIs); material pedagógico; seguro de vida e atendimento ambulatorial.

Sobre a Fundação Iochpe

Fundada em 1989, pela Iochpe-Maxion S/A – grupo empresarial que opera nos segmentos de autopeças e equipamentos ferroviários, a Fundação Iochpe é uma organização sem fins lucrativos, que desenvolve programas com foco no desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, por meio da arte-educação e do ensino profissionalizante. A prioridade da fundação é o atendimento a jovens e crianças beneficiando mais de 25 mil pessoas por ano em 22 estados brasileiros.